?

Log in

Previous Entry | Next Entry

"Nós, desempregados, “quinhentoseuristas” e outros mal remunerados, escravos disfarçados, subcontratados, contratados a prazo, falsos trabalhadores independentes, trabalhadores intermitentes, estagiários, bolseiros, trabalhadores-estudantes, estudantes, mães, pais e filhos de Portugal. Protestamos:
- Pelo direito ao emprego! Pelo direito à educação!
- Pela... melhoria das condições de trabalho e o fim da precariedade!
- Pelo reconhecimento das qualificações, competência e experiência, espelhado em salários e contratos dignos!
"

citação do manifesto do Protesto à Geração Rasca: http://www.facebook.com/event.php?eid=180447445325625

Incrível... mas em que mundo de fantasia é que vocês vivem? Têm noção de quão injustos, desonestos e irrealistas são este ideais? Têm noção de que a educação e o emprego (em particular os salários) não crescem nas árvores?
Mais do que uma vez vi comparada esta manifestação, em particular estes "direitos", a outros direitos cívicos, como o direito à liberdade de expressão, de religião, de auto-determinação, à igualdade entre sexos, raças, orientações sexuais, etc.. Mas é uma comparação inválida. Estes direitos cívicos fazem parte do estado natural de cada individuo. Não há associado nenhum custo ou esforço adicional para habilitar estes direitos (antes pelo contrário, suprimir estes direitos é que quase sempre requer um custo adicional).
O mesmo não acontece com o direito ao emprego e o direito à educação (que invariavelmente neste contexto é mencionado num sentido que inclui o ensino superior). A educação e o emprego requerem custos. Os salários têm de vir de algum lado. O estado português, e não só o estado mas também muito do povo português, como se vê neste movimento, vive num mundo de fantasia que pensa que o dinheiro cai do céu e que não é preciso trabalhar justamente para o obter, assim como gastá-lo de maneira inteligente e eficiente. E seria de esperar que a crise económica, em particular em Portugal, alertasse o povo para esta realidade... mas pelos vistos não é o caso. Depois não se admirem que Portugal continue na mesma triste situação por muito anos em diante. Portugal não irá evoluir enquanto houver pessoas que acham que só por terem um curso superior têm direito a um emprego com remuneração, independentemente do curso que tiraram, do nível e habilidade que obtiveram nesse curso, e (mais importante) do valor que esse curso tem para o mercado de trabalho. Sim, porque ainda há muitos cursos com boa saída e com bom valor de mercado em Portugal. Mas o que muitas pessoas como vocês querem é vida fácil, curso e trabalho fácil e sempre com uma remuneração razoável... e depois chamam isto de justiça...  :S
O socialismo não é mais que ladroagem disfarçado como um ideal.

PS: não estou a dizer as coisas estão bem como estão. Portugal tem sérios problemas, e há várias coisas que precisam de mudar. Mas com soluções e mentalidades erradas não vão lá, só vão tornar as coisas piores.

Tags:

Comments

( 2 comments — Leave a comment )
(Anonymous)
Mar. 10th, 2011 12:01 pm (UTC)
Há outras coisas em jogo.
Como os dois pesos e duas medidas adoptados pelo estado.
Porque é que se eu ganhar 500 euros por mês a falsos recibos verdes tenho de descontar 40% do que ganho e um colega que ganhe 500 euros a contrato só tenha de descontar 20%?
Para que é que servem as leis do trabalho para um milhão de portugueses? Para quase nada muito sinceramente.
O que se pede acima de tudo é justiça social, e isso deveria ser de elementar justiça.
(Anonymous)
Mar. 10th, 2011 08:43 pm (UTC)
O que se pretende com esta manifestação é lutarmos pelos nossos direitos que existem em muitos outros paises e nós não os temos.
Poderá não fazer diferença mas pelo menos nós cidadãos trabalhadores, estudantes, pensionistas vamos-nos fazer ouvir e gritar pelas condições que temos direito e sobretudo podermos ter acesso aos direitos dos trabalhadores. Façam-se ouvir por todo o país e manifestem as vossas opiniões.

APAREÇAM NO DIA 12 PARA QUE AQUELES SENHORES QUE SÓ PENSAM NELES PERCEBAM DE UMA VEZ POR TODAS QUE EXISTEM CIDADÃOS QUE NÃO FICAM QUIETOS E QUE VÃO LUTAR POR TODOS OS SEUS DIREITOS.
( 2 comments — Leave a comment )